Republica do Lixo: matéria no ESP


Agora todos os jornais nacionais tratam da tentativa de "ocultação de cadáver".

Leão Leão obteve contratos de R$ 46 milhões na gestão Palocci

Foram oito contratos que dispensavam licitação e outro que a empresa venceu, não mencionados pelo ministro na entrevista

A empresa Leão Leão assinou 8 contratos sem licitação e venceu uma concorrência pública de R$ 41 milhõescom a prefeitura de Ribeirão Preto entre 2001 e 2002, na gestão do atual ministro da Fazenda, Antonio Palocci.

Ao todo são R$ 46 milhões em contratos só na área de limpeza urbana. A concorrência pública e a maior partedos contratos sem licitação são dos serviços de operação do aterro sanitário, limpeza hospitalar e coleta seletiva.

As descobertas podem colocar em xeque a defesa do ministro, que anteontem deu entrevista para rebater asacusações de receber em seu governo em Ribeirão R$ 50 mil mensais de propina da Leão Leão.Na coletiva, Palocci não deu detalhes dos contratos emergenciais e a concorrência do aterro. Ele havia dito que "nenhum contrato" firmado em seu governo tinha a dimensão do contrato de coleta de lixo e varrição, novalor de R$ 50 milhões, que a Leão Leão detém em Ribeirão desde 1999.

<< Home