República OffShore XIV


E se puxar o fio da meia via Chebab vai chegar explosivamente no Estado do Rio. Trecho de matéria no Correio Brasiliense.

Ligações perigosas

O escritório Oliveira Neves foi usado pelo empresário Marcos Valério, suposto operador do mensalão e que pagou R$ 15 milhões da campanha do presidente Lula feita por Duda Mendonça. O escritório de Neves tem como cliente a Athenas Trading, corretora que enviou ao exterior quase R$ 2 milhões a mando de Valério. Com esta ligação, a Athenas Trading passou a ser uma das investigadas pela CPI dos Correios como caminho usado por Valério para lavar dinheiro não declarado ao Imposto de Renda. As investigações da PF que descobriram a indústria de evasão de divisas e ocultação de patrimônios começaram quando os policiais estavam analisando a contabilidade da empresa carioca Chebab Transportes.

Especializada em transportes de combustíveis, a Chebab era uma das clientes do escritório Oliveira Neves de quem recebeu assessoria para transferir seu patrimônio para empresas offshore no Uruguai. Com a papelada da Chebab na mão, a PF puxou o fio da meada que terminopu revelando o verdadeiro serviço prestado pelo escritório. O pagamento do serviço é feito em dinheiro à brasileira Fontea Factoring. Foi para esta factoring que o Grupo Chebab Transportes pagava pela assistência financeira do Oliveira Neves. Segundo a investigação da PF,nos últimos 12 meses a Fontea transferiu US$ 311,4 milhões para a offshore uruguaia Ticebell, que também pertence ao advogado.

(manhã)

<< Home