República OffShore VII


Da Agência Folha de São Paulo.

Bastos diz ter feito envio legal de R$ 15,5 mi

O ministro Márcio Thomaz Bastos (Justiça) enviou ontem ao procurador-geral da República, documentos mostrando que ele fez quatro transferências internacionais, que somam R$ 15,5 milhões, entre 1994 e 2003.

O dinheiro, enviado à Suíça, foi transferido pelo Unibanco a pedido do ministro. O documento que mostra os valores das transações é um ofício enviado pelo próprio banco a Thomaz Bastos em 3 de setembro de 2003.

Consta, nesse relatório, que Thomaz Bastos pagou R$ 1,09 milhão de impostos à Receita Federal e registrou as movimentações no Banco Central. No ofício ao procurador-geral da República, o ministro afirmou que decidiu enviar os dados após as "declarações vagas e infundadas do [doleiro] Toninho da Barcelona".

Em depoimento anteontem a membros da CPI dos Correios em São Paulo, Barcelona, que está preso, disse ter feito "operações para políticos do PT entre 2002 e 2003" e incluiu o ministro entre os que enviaram dinheiro ao exterior. O doleiro não disse, porém, se as remessas eram ilegais.

m depoimento anteontem a membros da CPI dos Correios em São Paulo, Barcelona, que está preso, disse ter feito "operações para políticos do PT entre 2002 e 2003" e incluiu o ministro entre os que enviaram dinheiro ao exterior. O doleiro não disse, porém, se as remessas eram ilegais.

(manhã)

<< Home