Qual o Segredo de Gianelli?


Estado de SP.

De acordo com Buratti, em troca da doação para a campanha, os donos de casas de jogos queriam que o governo legalizasse os bingos. Além disso, teriam ficado acertadas a renovação do contrato da Caixa Econômica Federal com a empresa Gtech, para administração da rede de loterias do País, e a negociação de cargos na CEF com a empresa. "Eu ouvi isso do Ralf. Mas essa parte dos cargos ouvi também do Enrico Gianelli", disse Buratti, referindo-se ao ex-advogado da Gtech do Brasil.

FALTAS.

Pela terceira vez consecutiva, Gianelli não atendeu à convocação da CPI dos Bingos. Ele iria depor ontem na comissão, depois de Buratti, mas telefonou para os técnicos da CPI, alegando que não teria como chegar a Brasília, por problemas de vôo. No dia 4, na primeira convocação, Gianelli alegou compromissos de agenda.

Na segunda, obteve liminar do STF desobrigando-o de atender a CPI. Gianelli é suspeito de ter intermediado extorsão paga pela Gtech, na renovação dos contratos das loterias com a Caixa.

O presidente e o relator da CPI,avisaram que vão pedir ajuda à Polícia Federal para que Gianelli compareça para depor "debaixo de vara".

<< Home