Proposta do Gabeira Para a Reunião das Oposições


Proposta do Gabeira para a reunião das oposições em mais alguns minutos:

É possível tratar de duas coordenadas: o país sem o governo Lula e o país com o governo Lula, até as eleições de 2006.

A primeira hipótese envolve impeachment. Embora já seja aceita por uma boa parcela da população brasileira (aproximadamente 30 por cento) podemos unificar nosso discurso em torno do impeachment definindo as condições em que ele se daria: a) no caso de fatos jurídicos incontestáveis; b) com grande pressão da opinião pública.

Falar de impeachment nesse momento em que não estão dadas as condições, contribui com o governo porque ele se far á de vítima e conseguirá, desta forma, o apoio político que não conseguiria se o deixássemos entregue aos seus discursos frágeis (como o de Lula) e suas tentativas de dificultar as investigações.

Se o impeachment não está no horizonte imediato e, inclusive pode não acontecer, que caminhos uma oposição unificada poderia tomar? O governo terá de ser fiscalizado severamente. Para isto, proponho uma espécie de gabinete paralelo, onde mais dedicados aos temas específicos possam fazer um núcleo de controle, que fiscalize e apresente, quando for o caso, soluções alternativas para os problemas, deixando bem claro que essas soluções a impedir que a situação nacional se deteriore. Proponho ainda que a oposição busque contato com o P-Sol e o grupo de esquerda do PT, convidando-os para uma tentativa de comandarmos o processo de votações na Câmara, uma vez que o governo não tem condições de fazê-lo. Há uma desarticulação completa e os líderes da chamada bancada governista estão às voltas com processos de cassação.

(tarde)

<< Home