Política Econômica: Brasil x Argentina


Stiglitz critica Brasil e elogia Argentina

Economista vencedor do Nobel em 2001 ataca nível dos juros reais e política fiscal do país

VALOR - O economista Joseph Stiglitz criticou ontem a política econômica brasileira, atacando o nível dos juros reais e mostrando reservas em relação à política fiscal. Segundo ele, juros elevados criam um "círculo vicioso", por aumentar a necessidade de um governo já muito endividado tomar mais empréstimos, o que contribui para a manutenção das taxas na estratosfera e, com isso, afeta o crescimento.

Prêmio Nobel de Economia em 2001, o professor da Universidade de Columbia não poupou elogios à estratégia adotada pela Argentina nos últimos anos, de não seguir o receituário do Fundo Monetário Internacional (FMI) e não cortejar os mercados internacionais.

Stiglitz disse que o país vizinho está no caminho certo, mas evitou afirmar categoricamente que o Brasil está no rumo errado. "O júri ainda não decidiu", respondeu ele.


(manhã)

<< Home