Época: Fundos de Pensão e Mensalão


Em Primeira Leitura.

Época - Golpes milionários dão prejuízo a fundos de pensão

"Mais de R$ 100 milhões da poupança para a aposentadoria de 75 mil funcionários públicos foram parar nas mãos dos operadores do mensalão. Um pedaço dessa bolada foi desviado para o exterior,principalmente paraísos fiscais do Caribe. O esquema foi executado em 2003 e 2004 e envolve pelo menos cinco fundos de pensão de empresas estatais.

Os fundos, que são os investidores mais ricos do país, teriam perdido dinheiro - fraudando os associados de propósito. Na outra ponta, a dos que embolsavam o produto da fraude, aparece um grupo de operadores de São Paulo. O espantoso é que quase todos eles ganharam notoriedade recentemente por ter lavado dinheiro da dupla Delúbio Soares e Marcos Valério (...)

Os cinco fundos de pensão que tomaram prejuízo são: Refer (dos funcionários da antiga Rede Ferroviária), Portus (Companhia Docas), Real Grandeza (Furnas), Centrus (Banco Central) e Nucleos (Eletronuclear).

Segundo investigações conduzidas pela Comissão de Valores Mobiliários ä (CVM) e pela Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), eles participaram de uma cascata de operações financeiras forjadas, todas guardando grande semelhança entre si no mercado futuro de índices. A lista dos envolvidos parece desfile da CPI dos Correios."

<< Home