Pizza no diretório do PT


Abertura do Editorial do "O Estado de São Paulo":

Pizza no diretório do PT

Tiveram vida breve as promessas de moralização do PT, repetidas pelo seu novo presidente, Tarso Genro. A “refundação” do partido, de que ele falava, ou ficou para as calendas ou se fará, como tudo indica, sobre as mesmas bases apodrecidas de onde emanou o maior escândalo de corrupção de que se tem notícia no País.

O que aconteceu e deixou de acontecer na reunião do diretório nacional do partido, no último fim de semana, mostra que a força hegemônica na agremiação, o Campo Majoritário, não tem a mais remota intenção de assumir as suas culpas pelos delitos cometidos, inequivocamente sob inspiração e proteção superior, pelo então tesoureiro Delúbio Soares. Nem tampouco pretende punir os 15 companheiros – entre eles, 7 deputados federais – já identificados como envolvidos no esquema operado pelo publicitário Marcos Valério.

(manhã)

<< Home