Pizza de Verdade é Essa Interna ao PT! Só Delúbio Paga a Conta


Correio Brasiliense.

A pizza dos petistas

Decisões da Executiva Nacional e brechas do estatuto abrem caminho para impunidade dos acusado


Os procedimentos adotados pelo PT para analisar a conduta moral dos envolvidos nas denúncias de corrupção deixam margem para um afrouxamento das punições no final do processo.

Mais de cem dias depois da divulgação das primeiras acusações contra filiados, dirigentes e parlamentares petistas, apenas o ex-tesoureiro Delúbio Soares tem o comportamento analisado pelo Conselho de Ética do partido. Muitos se defenderam com um empurrão para o Diretório Nacional das responsabilidade por eventuais crimes na expectativa de se livrarem dos castigos decorrentes dos atos praticados.

A estratégia de facilitar a absolvição dos acusados começou a ser posta em prática depois que o presidente Lula justificou a utilização de caixa 2 pelo PT em campanhas por se tratar, nas palavras dele, de uma prática sistemática dos partidos brasileiros. A tendência de contemporização com os responsáveis pelas práticas irregulares foi mantida mesmo depois da troca dos quatro integrantes da Executiva Nacional atingidos pelas denúncias.

<< Home