Palocci Entra no Jogo


Folha de São Paulo de domingo.

Buratti teria tratado de agenda de Palocci no ano passado

Reportagem de Andréa Michel e Leonardo Souza, na Folha de domingo:

"Rogério Tadeu Buratti, acusado de tentar extorquir R$ 6 milhões da Gtech para a renovação de contrato com a Caixa Econômica federal em abril de 2003, manteve contato direto com assessores do ministro Antonio Palocci (Fazenda) pelo menos até o ano passado. Segundo gravação telefônica feita com autorização judicial, Buratti teria tratado com o chefe-de-gabinete de Palocci, Juscelino Dourado, da agenda do ministro. No caso, um encontro entre Palocci e o presidente do banco Prosper, Edson Menezes. O diálogo, grampeado em meio à investigação sobre o caso Waldomiro Diniz, ocorreu em 3 de julho de 2004. Três meses depois, Palocci recebeu Menezes no gabinete."

Segundo a reportagem, a assessoria do ministro da Fazenda confirma a audiência, mas nega que a participação de Buratti — secretário de Governo de Ribeirão Preto (SP) entre 1993 e 1994, quando Palocci era prefeito da cidade — no agendamento dela. Buratti depôs à CPI dos Bingos na terça passada e negou que ainda tivesse relação com o ministro. A CPI encontrou, no entanto, registros de ligações telefônicas de Buratti para a casa de Palocci e para o celular de Juscelino Dourado.

(manhã)

<< Home