Opinião


Foco e Não Prazo !

O que se deve pedir às CPIs é foco e não prazo. Prazo significa apenas atender a uma demanda de opinião pública. Pode-se até cassar alguns deputados e mostrar resultado. Mas o sistema ficaria incólume -ou quase- com uma ou outra condenação na justiça dentro de alguns meses mais. Seria um erro, pois não se identificaria todos os dutos e canais pelos quais passam os fluxos de corrupção no Estado brasileiro.

As CPIs não podem e não devem ser cobradas por prazo, mas por foco. Devem definir seus objetivos de trabalho interno claramente. E serem desestressadas de qualquer exigência de prazos.

Os empresários querem acabar logo com isso. Querem "normalidade". A imprensa quer solução logo pois a audiência começa a ficar cansada. Mas o país precisa que os parlamentares resistam a estas pressões. Definam foco, mas não se sintam acuados por prazos.

<< Home