Negócios Políticos Entre CUT e Lula e a Lei


Folha de São Paulo

Dinheiro no sindicato

A Folha-SP recuperou nos arquivos do STF (Supremo Tribunal Federal) um documento que dá uma idéia da atmosfera que se respirava à época. Em recurso aos ministros do Supremo, o PT argumentou que a legislação eleitoral impunha tratamento desigual a empresários e trabalhadores. Pediu que, assim como as empresas, também os sindicatos fossem autorizados a doar dinheiro para candidatos de sua preferência.

Os advogados do PT sustentaram a tese de que "os recursos arrecadados [pelos sindicatos] por meio da contribuição legal pertencem aos próprios trabalhadores". O STF indeferiu o pedido. Em maio de 1994, dois meses antes da decisão do Supremo, Lula fora flagrado discursando no alto de um caro de som do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Perguntado acerca da proibição legal, respondera com uma frase que lhe renderia muitas críticas: "Entre a lei e a coisa justa e legítima, eu sempre disse que o justo e o legítimo é muito mais importante. O que eu entender que não é crime, vou continuar fazendo".

(manhã)

<< Home