Negócio com filho de Lula é raro no mercado mundial


Abertura de matéria na FSP.

O investimento de R$ 5 milhões que a Telemar injetou na Gamecorp, a empresa que tem entre seus sócios o filho do presidente Lula, é avis rara não só no Brasil, mas no mercado mundial. Só há um caso conhecido em que uma operadora de telefonia comprou uma produtora de TV: é a aquisição da Endemol, a produtora holandesa que criou o reality show "Big Brother", pela Telefonica.

O que falou dizer é que o escândalo maior é a Trevisan - que faz a auditoria da Telemar - ter "levado" este serviço a Telemar, rompendo as regras da ética no setor de auditorias independentes. Foi esse, como já disse aqui, o caso Enron, que levou ao fechamento de empresas de auditoria nos EUA.

(manhã)

<< Home