Mico Leão " Dourado"

Folha de SP.
CPI quer fim de sigilos de assessor de Palocci

O relator da CPI dos Bingos, senador Garibaldi Alves Filho, afirmou que serão quebrados hoje os sigilos bancário, telefônico e fiscal de Juscelino Antonio Dourado, chefe-de-gabinete do ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Dourado deve depor hoje na comissão, que fecha um cerco a Palocci, investigando seus atuais e ex-assessores. Segundo Garibaldi, a quebra de sigilo é necessária para "verificar até onde ia a articulação dele [Juscelino] com Buratti" em suposto tráfico de influência dentro do Ministério da Fazenda. Segundo Garibaldi, serão quebrados hoje também os sigilos de Vladimir Poletto, ex-funcionário da Prefeitura de Ribeirão Preto (SP)quando Palocci foi prefeito em 2001 e 2002.

Escutas telefônicas feitas com autorização judicial apontam um diálogo de Buratti com Poletto interessado em agendar com o ministro um encontro com o presidente do banco Prosper,Edson Menezes. Ainda na escuta, Poletto diz que o assessor particular de Palocci, Ademirson Ariovaldo da Silva, ligou pedindo o telefone do presidente do banco Prosper.

Em resposta, Buratti diz que conversara com "Jota" e que o interesse de Ademirson deveriaser a "agenda" do ministro. Segundo o MP, "Jota" é uma referência a Dourado. Ademirson é amigo de Buratti. Em 2003, segundo a CPI, o advogado ligou 12 vezes para o celular do assessor do ministro.

<< Home