Mas... Pelo Delito Ter Sido no Passado, Deixa Pra Lá? Não Tem que Pagar?


Da Coluna do Merval em O Globo.

O passado do ministro Palocci pode ser comprometedor em sua gestão em Ribeirão Preto, dentro do esquema montado pelo PT para financiar-se. Mas o presente, à frente do Ministério da Fazenda, deveria estar livre dessas situações comprometedoras. É evidente que houve no mínimo um afrouxamento dos valores morais entre seus principais assessores, todos amigos entre si, uns padrinhos de outros, para que um episódio como esse tenha seguido adiante.

No mínimo, sentiram-se em condições de propor ao “patrão”, como Buratti o qualificou na depoimento de ontem, negócios escusos que deveriam ser rejeitados liminarmente. A não ser que a prática anterior fosse essa, como tudo indica.

<< Home