Mais Peixe Vivo


No JB

Modelo assassinada levou malas de dinheiro

BH - Familiares da modelo Cristiana Aparecida Fernandes, morta em agosto de 2000, afirmaram ontem, em depoimento ao Ministério Público de Minas Gerais, que ela costumava transportar malas de dinheiro de Belo Horizonte a São Paulo e Brasília. O promotor Francisco de Assis Santiago, que presidiu o inquérito da morte, suspeita que a modelo estivesse envolvida em um esquema de caixa dois de políticos mineiros na eleição de 1998. Santiago vai enviar os depoimentos ao promotor-geral de Justiça, Jarbas Soares Júnior, e pedir a quebra de sigilo bancário da modelo. - A família trouxe informações sobre o comportamento e a vida dela. E ela vivia deste expediente, de fazer o transporte de valises e malas para determinados políticos - disse hoje o promotor, sem citar.

(manhã)

<< Home