Mais abraço do afogado

Folha de SP.
Acusações são "irresponsáveis", afirma tucano

O líder do PSDB na Câmara, Alberto Goldman (SP), disse ontem que as declarações do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), são "levianas e irresponsáveis".

Em entrevista à Folha, Severino disse que o "governo Fernando Henrique Cardoso andou comprando deputado para aprovar a emenda da reeleição" e que "quem comprou foi o senhor Sérgio Motta", acrescentando ter convicção disso porque os deputados acusados na época "renunciaram". Goldman disse que ele está usando "tática para dizer que todo mundo é igual para salvar os seus amigos". Já o líder tucano no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse "que ele está sendo profundamente leviano" e que revela "certo desequilíbrio ao falar de alguém já morto [Sérgio Motta]". Virgílio afirmou que "não vai ser por aí que ele vai proteger o sr. [José] Janene, que merece ter o mandato cassado, sim".

<< Home