Lembro da disposição da viúva de Ralf Barquete em falar.


Painel da FSP.
Parlamentares das CPIs que receberam informes mais detalhados sobre o depoimento de Rogério Buratti ao Ministério Público em Ribeirão Preto afirmam que ele deu detalhes de pessoas, circunstâncias e datas das acusações que fez.

Buratti, secretário na gestão de Antonio Palocci em Ribeirão, sugeriu quais sigilos deveriam ser quebrados para que suas declarações sejam comprovadas. Além de citar Ralf Barquete, já morto, teria envolvido pessoas "vivinhas da silva", no dizer de um parlamentar governista.

(manhã)

<< Home