Intelectual-Laranja



O intelectual-laranja do governo Lula, Wanderley Guilherme dos Santos, dá uma longa entrevista a FSP de hoje. Diz que PFL/PSDB querem dar um golpe branco, ataca os advogados, diz que nossa mídia, em especial o Jornal Nacional, atrapalha a democracia e culmina fechando com as teses do grupo de José Dirceu contra Tarso Genro.

Trechos.
-Basta ver que o que passou a ser discutido todos os dias no começo da crise eram os cálculos da oposição para saber se, quando e como promoveriam o impedimento do presidente.

-A responsável pela crise é uma luta de poder. E só. O que houve foi a utilização de um bolsão de corrupção como arma para atacar o governo.

- O que fica implícito nisso é simplesmente o potencial de enriquecimento de um outro grupo de predadores da vida político-social brasileira, que é a corporação dos advogados.

- Quando digo imprensa, eu quero me referir implicitamente às Organizações Globo, que são um problema dentro do processo político brasileiro. O "Jornal Nacional" tem a emoção da opinião pública brasileira sob controle.

Durante o mês passado, as ansiedades, expectativas e angústias eram geradas pela dramaturgia do "Jornal Nacional". Ele tem controle sobre a temperatura da emoção. Isso não é algo que deva ser considerado normal em uma democracia.O que acontece é que, em países como o Brasil, a imprensa é um ator político relevantíssimo. Sua moeda é justamente ter poder sobre a emoção da opinião pública. Para que serve esse poder? Para obter conformidade de governo.

- Portanto, e isso é importante, os ilícitos que ocorreram não resultaram do funcionamento normal do PT, mas, justamente, de uma violação das normas legais de funcionamento interno.

- Neste momento, a visão de Tarso escapole para uma avaliação que vai ajudar a inviabilizar o PT como partido, pelo menos integrado como até agora. Do outro lado, aqueles que acho que têm a perspectiva correta do partido em relação ao governo, que é de apoio, são as pessoas, pelo menos as que tem aparecido, que são apontadas como responsáveis pelos desvios de administração. E vejo que, se se preservar esses que violaram a democracia interna, também se levará a impasses de difícil superação.

(manhã)

<< Home