Governo Lula Acabou, Como Disse FHC


Folha de SP.

Presidente pede que recursos fiquem concentrados em obras e programas em andamento

Lula evita novos projetos e prioriza as inaugurações


O presidente Lula decidiu que o Orçamento Geral da União de 2006 não terá obras e programas novos de grande porte. No entanto, Lula busca o maior volume possível de inaugurações no próximo ano, de eleições presidenciais.

Para isso, Lula pediu que os seus auxiliares fizessem um pente-fino para concentrar recursos nas obras e programas já em andamento ou que não saíram do papel em 2005. As exceções ficaram por conta de três novos trechos de ferrovias e obras pequenas, consideradas pelo próprio governo de pouca relevância orçamentária. Tais obras custam até R$ 10,5 milhões e nem chegam a ser analisadas pela equipe econômica. A Folha apurou que Lula recusou cerca de 200 grandes projetos novos apresentados por ministros. Além disso, recomendou prioridade aos projetos em fase mais adiantada de execução.

<< Home