Filme Para o Fim de Semana:


MEU PASSADO ME CONDENA !

Folha de SP


Gestão de Palocci teve mais nove suspeitas

A denúncia de Buratti, de que Palocci recebeu propina de R$ 50 mil mensais para o PT, é mais um dos casos polêmicos que envolveram a administração Palocci em Ribeirão Preto.

Nos seis anos de governo, de 1993 a 1996 e de 2001 a 2002, o hoje ministro da Fazenda teve seu nome envolvido em pelo menos outras nove suspeitas de irregularidades, que vão desde o suposto pagamento de "caixinha" de empreiteiras ao emprego indevido de recursos do governo federal.

Um dos casos é o gasto de R$ 2 milhões em obras do projeto arquitetônico Vale dos Rios, em 2002, que não assentou um tijolo sequer. A prefeitura conseguiu explicar apenas R$ 300 mil. Na lista há também o caso do molho de tomate peneirado com ervilhas, concorrência de cestas básicas suspensa em 2002 pela Justiça por suspeita de fraude. De seu primeiro mandato ainda em investigação está a contratação da Leão Leão para obras de prolongamento de uma avenida. Havia suspeitas de superfaturamento.

Processos engavetados.

Desde que chegou ao cargo de ministro, Palocci viu o STF receber e arquivar 16 inquéritos contra ele, todos relativos a atos na administração de Ribeirão Preto.

<< Home