Estado de SP entrevista Marcos Valério


"A cúpula do PT me pediu para não revelar os empréstimos à CPI"
Valério diz que recebeu pedido de Delúbio, Silvio e Genoino antes de seu primeiro depoimento à comissão dos Correios

Parte das respostas de Valério, a seguir.

-O senhor Kalid (Jader Kalid Antônio, apontado por Marcos Valério como o elo entre Duda e os sacadores da agência de publicidade SMPB) tem razão: a conta do senhor Duda Mendonça pode ser de campanhas passadas. Ele já trabalhou com o senhor Paulo Maluf e tem esse episódio com o Eduardo Azeredo. Tudo o que venho falando vem se comprovando. Primeiro, falou que fui eu quem levou a conta própria. Depois foi mudando, disse que foi o gerente do BankBoston. O banco solta nota falando que nunca fez isso. Depois os bancos BAC da Flórida e de Israel dizem que nunca fui cliente deles. Cada vez a versão do Duda vai sendo desmontada.

- Fiz 22 cheques (para Duda) e aí termina minha participação. Isso está declarado, dentro da minha contabilidade, que foi para o senhor Duda Mendonça. E o resto está sendo desmoralizado pela imprensa.

- Toda a cúpula do partido, desde o senhor Delúbio (Soares, ex-tesoureiro), o senhor Silvio (Pereira, ex-secretário-geral) e o senhor (ex-presidente José) Genoino. A partir do ponto que eu pude revelar, houve uma tentativa de me desacreditar. Não vou aceitar isso. No primeiro momento o PT do Rio Grande do Sul negou (caixa 2). No segundo, já admitiram. Duda Mendonça negou, mas depois admitiu que recebeu. O PT do Sergipe também recebeu. O PT do Rio não admitia e depois o doutor Manoel Severino saiu da Casa da Moeda. Todos que estão na lista estão se confirmando.

- Fico magoado e chateado porque ajudei o PT e depois só recebi os pés e as costas. Em compensação, eles resolvem blindar certas pessoas. O governo, como maior anunciante, resolve blindar pessoas que interessa a ele e enforcar o Tiradentes, que seria o empresário.

(manhã)

<< Home