Esquema entre banco português e PT envolve empreiteira, acusa Jefferson


Alguns trechos da Folha de São Paulo de hoje.

O deputado Jefferson afirmou à Folha que a proposta de reestatização das linhas de transmissão da Eletronorte feita a ele pelo publicitário Marcos Valério, suposto operador do "mensalão", envolvia a empreiteira Schain, que detém a concessão do circuito ligando as estações de Tucuruí a Vila do Conde, no Pará, uma das mais lucrativas do setor. De acordo com Jefferson, Valério teria dito a ele que o Banco Espírito Santo iria comprar à vista a concessão da linha da Schain, numa operação estimada em R$ 3 bilhões. Se o negócio fosse fechado, o PT e o PTB iriam dividir uma comissão de 3% da operação, o que corresponderia a um montante de R$ 90 milhões. A contrapartida para o Banco Espírito Santo,seria a transferência de US$ 600 milhões em depósitos do IRB. O banco chegou a fazer uma proposta oficial de US$ 100 milhões ao IRB.Jefferson afirmou que ligou também para José Genoino, na época presidente do PT, e o alertou em relação às propostas mirabolantes de Valério. "Eu disse a Genoino que aquele cara era um sonhador, mas ele me disse que eu poderia acreditar."

(manhã)

<< Home