A Escola Delúbio Soares


Interessante! Delúbio adotou a tática de assumir tudo. Valdemar Costa Neto, idem. Agora é a vez do Cláudio Mourão -tesoureiro das campanhas do PSDB-Azeredo em MG. Até uns dias atrás Cláudio Mourão processava o senador Azeredo por dívidas. De repetente, desistiu. E agora assume tudo. Delúbio faz escola.

Estado de SP.


Azeredo não operou caixa 2, diz ex-tesoureiro

Tesoureiro da campanha do senador Eduardo Azeredo (PSDB) ao governo de Minas em 1998, Cláudio Mourão afirmou que é o único responsável pelo caixa 2 montado para a campanha.

“Azeredo e Clésio Andrade (candidato a vice na chapa) não tiveram nenhuma responsabilidade na operação do esquema. Eu tinha total autonomia e fiz tudo da minha cabeça”, disse em entrevista que a revista Veja pôs na internet. “Logo depois da campanha, prestei contas de tudo ao Eduardo Azeredo. Informei-lhe, inclusive, que a maior parte dos R$ 20 milhões gastos foram oriundos de caixa 2.”

Mourão revelou que no 1.º turno Clésio o apresentou ao publicitário Marcos Valério, que lhe fez empréstimo de R$ 2 milhões. “Paguei uma semana depois, quando começaram a entrar doações. Azeredo e o Clésio não ficaram sabendo dessa transação.” O ex-tesoureiro revelou que no 2.º turno voltou a procurar Valério, que fez doação de R$ 9 milhões. “Depois que perdemos a eleição ele passou a dizer que foi empréstimo, mas na verdade o combinado foi uma doação.”

À tarde, Valério divulgou nota em que sugere que Mourão está protegendo Azeredo e Clésio. Diz que Mourão, tesoureiro da campanha, “tinha procuração assinada pelo candidato Azeredo quando solicitou o empréstimo de R$ 9 milhões”. Ele nega ainda ter doado o dinheiro. Vê se eu vou doar R$ 9 milhões. Fiz um empréstimo bancário e repassei para eles.”

<< Home