E vem mais por aí


Nossos correspondentes -voluntários- em Ribeirão Preto, prometem mais.

Fazenda reage e Maia diz de novo que ministro mente

Assessoria alega que contrato citado por pefelista 'não foi objeto de questionamento'; mas, em seu blog, prefeito do Rio fala em 'gentileza palocciana' e lista 18 contratos

Estado de SP - O prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PFL), fez novas acusações ontem contra o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. Em seu blog na internet, Maia afirmou que, ao contrário do que Palocci garantira na entrevista coletiva de domingo, o ministro assinou 18 contratos com a empresa Leão Leão quando era prefeito de Ribeirão Preto, entre 2001 e 2002.

Sob o título "Leão Leão: Numa Boa", Maia foi irônico ao revelar a existência dos contratos negados pelo ministro. Segundo o prefeito, a "dispensa de licitação com toda gentileza palocciana" rendeu a Leão Leão R$ 53 milhões em 18 contratos assinados sob a gestão de Palocci.

A lista de Maia não se resume aos contratos da Leão Leão de recolhimento de lixo e que, portanto, estão sob investigação do Ministério Público de São Paulo.Também há contratos de reconstrução de pontes, terraplenagem e pavimentação de asfalto, que não foram questionados pelo MP. Dos 18 contratos, dez foram assinados sem licitação.

É a segunda vez em dois dias que Maia centra suas baterias em Palocci. No domingo, logo depois de o ministro negar que tivesse assinado contratos com a Leão Leão quando era prefeito de Ribeirão Preto, Maia contradisse Palocci.Também em seu blog, revelou que o petista assinou contrato sem licitação com a empresa, para o recolhimento de lixo hospitalar e manutenção de aterro sanitário.

<< Home