E o Palocci Dizia que... Há Tantos Anos Não o Via...


O Globo-

Quarenta e dois minutos de conversa

Segundo documentos enviados à CPI dos Bingos, Buratti fez em 2003 pelo menos 12 ligações para o celular de um assessor de Palocci. Ele também telefonou seis vezes para a casa do ministro. No total seriam 42 minutos de conversa, sendo que 28 para o telefone residencial.

As ligações para a casa do ministro foram feitas em 24 de janeiro e 6 de julho de 2003. Na primeira data, foram quatro ligações. Na segunda, duas. Outras três ligações para a casa de Palocci já tinham sido divulgadas a partir da quebra de sigilo de outro telefone de Buratti. Quando surgiram as primeiras notícias sobre ligações de Buratti para sua casa, Palocci divulgou nota afirmando ter recebido "dois ou três telefonemas”.

No caso das ligações para celular, o advogado telefonava para o número do aparelho usado por Ademirson Ariovaldo da Silva, que está sempre ao lado do ministro em eventos públicos. Na transição de governo, o próprio Palocci forneceu esse número para uma repórter do GLOBO.

(manhã)

<< Home