Dourado: Um Delúblio do PT de Ribeirão Preto ?

O Globo.
Dourado depõe sob peso de denúncias

Chefe de gabinete de Palocci, Juscelino Dourado depõe hoje na CPI dos Bingos, sob o peso de uma nova denúncia. Em depoimento ao MP em Ribeirão Preto, uma testemunha acusou Dourado de operar um esquema ilegal de financiamento campanhas do PT em 2002. O esquema teria sido usado na compra de material de propaganda para candidaturas de deputados estaduais e até da presidencial na região.

Os pedidos eram sempre de “grande quantidade” e com valores diários de R$ 25 mil a R$ 30 mil, cada. Os pedidos eram feitos pelo próprio Dourado para a Vilimpress Gráficos Ltda., com sede em Ribeirão Preto. A gráfica, não emitia notas fiscais mas sim documentos “conhecidos como PF ou pedidos por fora”. O diretor da Vilimpress, Vilibaldo Faustino Júnior, recebia na sede do PT boletos bancários emitidos no nome de Dourado, que eram descontados ou caucionados em quatro bancos da cidade.

A testemunha contou que a operação era fechada pela empresa Leão & Leão, que pagava a dívida e emitia notas fiscais. Os valores das notas fiscais da Leão & Leão eram “muitas vezes maiores” do que os boletos.

<< Home