Dose Tripla


Nesta nota e nas duas abaixo trechos da Isto É desta semana.

ISTO É 1

A CPI irá se deparar com um assombroso documento. Trata-se de um contrato assinado no dia 9 de março deste ano colocando, de um lado, a Previ, a Petros e a Funcef e, de outro, o maior grupo financeiro do mundo, o Citigroup. No documento, as fundações obrigam-se a comprar as ações do Citi na Brasil Telecom.Em julho de 1998, os fundos de pensão pagaram R$ 32 por cada lote de mil ações da Brasil Telecom. Em 9 de março deste ano, quando o contrato com o Citi foi assinado, cada lote de mil ações valia R$ 23,50, de acordo com os registros da Bolsa de Valores de São Paulo. O compromisso assinado, no entanto, obriga os fundos de pensão a pagar ao Citibank R$ 90 por lote de mil ações. Se o negócio fosse finalizado hoje, os fundos de pensão seriam obrigados a pagar R$ 1,045 bilhão por papéis que valem R$ 340 milhões.

<< Home