Deputados Perguntam a Delúbio


1. Pede-se que Delúbio disponibilize a memória de cálculo com que trabalhava. Delúbio diz que nada foi registrado, nem informalmente. Nada! Diz que a direção do PT sabia no geral, mas só a ele cabia decidir a quem e como pagar. E que a memória de cálculo virá dos diretórios que receberam conforme conhecido. Ou seja, quer fechar as contas de trás para frente evitando contradições. Continua com o estilo mafioso de assumir tudo e não incriminar outros. Descola-se mais uma vez da forma de pagamento. Não tem -diz- qualquer conhecimento de forma de pagamento. Volta a tática de unificar depoimento de pagamentos ao Valério.

2. Senador quer chamar de Caixa 2, o que Delúbio chama de "Dinheiro Não Contabilizado". Na verdade o que Delúbio quer dizer é que o dinheiro tem origem, pois há a comprovação de quem recebeu. E o problema é de quem não registrou. Caixa 2 só a lista da Simone. As afirmações sobre o que o parlamentar acha da crise, só servem para uso político externo. Não ajudam a investigação.

(manhã)

<< Home