De novo o BankBoston


Doleiro nega envolvimento com envio de dinheiro de Valério para Duda


CBN Minas - trechos-
O doleiro Jader Kalid Antonio, acusado por Valério de enviar dinheiro das contas da agência SMPB para uma conta de Duda Mendonça no exterior, negou conhecer o empresário ou o publicitário. Mas admite que prestou consultoria à agência SMPB, em 2003, sobre remessas de dinheiro para uma conta no exterior. - Eu já tive algum contato, em 2003, com sócio do Marcos Valério. Ele me pediu para fazer uma consultoria. Na época, eu notei que eles já tinham experiência no mercado financeiro.O doleiro disse que não sabia de quem era a conta, que segundo ele, já existia na época, porque o nome do titular estava blindado, mas sabe que ela era do BankBoston.

Segundo ele, a operação era ilegal e a conta já existia. - Esse tipo de conta é um perfil de conta, principalmente pelo Bank Boston International ,para investidor. Ele forma uma certa blindagem porque uma offshore com alguns sócios e o favorecido é um simples procurador. Eu estou vendo contradição do próprio Duda Mendonça que eu acho que não é o perfil de uma conta para receber e voltar. É o perfil de uma conta para você ter um investimento a longo prazo,de uma poupança, de dinheiro não declarado - revelou.

Sobre os faxes que Duda Mendonça disse ter recebido da agência SMPB e que contém o nome do doleiro, explicou que foram faxes que ele enviou a Geisa Dias,gerente financeira da agência, quando prestou consultoria sobre o envio de dinheiro para o exterior.

<< Home