CUT : Parceria Público-Privada


Em fevereiro do ano passado a CUT colocou no ar o programa TV CUT.

Contratou a agência "Fischer América" do Grupo Total para fazer o programa,e tentar conseguir anunciantes para reduzir o custo da CUT com o programa.

A CUT estimou esse custo em 300 mil reais mensais. Passado um ano a CUT-Fischer América, conseguiu apenas um anunciante para o programa, o Banco do Brasil, ou seja o Governo Federal.

Porém e ainda mais grave,uma das agências de publicidade do BB é "D+ Brasil " ( a outra era a DNA do Marcos Valério) também pertencente ao Grupo Total. Ou seja, paga o governo federal e o "Grupo Total" pode ainda levar a sua comissão de veiculação. Até ontem, pelo menos, os vídeos dos programas (ver programa nº 76) estavam no site da CUT. O presidente da CUT é ministro hoje.

(manhã)

<< Home