CPI: Valério Depondo V


Valério diz que esquema em Minas na Campanha de 1998 foi similar. O tesoureiro da campanha de Azeredo-PSDB- Mourão que foi secretário de administração dele- recebia o dinheiro de Valério e pagava aos candidatos.

Valério diz que levou um calote de 9 milhões que teria pago com serviços de sua agência no Banco Rural. E que não valia a pena brigar com o PSDB pois esse era governo federal.

(tarde)

<< Home