Comentário:


A radicalização do discurso do presidente da CUT e de outros oradores na manifestação de hoje em frente ao Congresso Nacional, afirmando que "terão que passar por cima do povo" e coisas no estilo, afunda ainda mais a situação de Lula.

Sua vitória eleitoral em 2002, teve como estratégia a ampliação de sua base com a suavização de seu discurso naquilo que se chamou de "Lula, paz e amor".

Em um momento de crise e de desgaste, quando Lula perde prestígio e popularidade, a radicalização do discurso, erm uma manifestação chapa-branca, e a aposta no confronto, é , ao contrário do que imaginam, desmobilizadora e estreita ainda mais a base social de referência de Lula. Nesta linha vai mergulhando no abismo.


(noite)

<< Home