Coluna Clóvis Rossi


FSP:

Trecho inicial:

O pobre discurso do presidente da República acaba sendo apenas a confirmação do que já se vinha notando desde o início da crise: Lula da Silva é inepto como piloto de tormenta. Como líderes são necessários, acima de tudo, nas horas de crise, Lula da Silva de certa forma demitiu-se ontem dessa função. Pode até permanecer na Presidência da República até o final do mandato, mas ficará como o que os norte-americanos adoram chamar de "lame duck" (literalmente, pato manco; no jargão político, um dirigente abalado, portanto manco).

Líder que é líder e se acha traído dá o nome aos traidores, em vez de proteger o traidor pela ocultação.Líder que é líder não diz que o governo deve desculpas ou que o PT deve desculpas, como se ele não fosse o líder de ambos e não devesse, portanto, dizer com todas as letras e a coragem que lhe faltou: "Eu peço desculpas". A primeira pessoa do singular era inescapável. O "nós" não a substitui, nas circunstâncias.

(manhã)

<< Home