Celso Daniel


Parece até que antes governador e presidente iam bem, e que agora,....nem tanto ! Ficou feio esperar 3 anos pelo óbvio.

Medida tinha sido solicitada havia três anos pela família do ex-prefeito de Santo André, assassinado em 2002

Polícia paulista reabre inquérito sobre morte de Daniel

Agencia Folha

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Saulo de Castro Abreu Filho, determinou ontem a volta da Polícia Civil na investigação sobre o assassinato do prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT).O secretário resistiu três anos para ordenar a medida, que vinha sendo solicitada pela família de Daniel. O prefeito foi morto em janeiro de 2002 quando voltava de um jantar com o ex-segurança e empresário Sérgio Gomes da Silva, apontado pelo Ministério Público como o mandante do crime.

Abreu Filho entendia que a polícia já havia investigado o caso, detido seis homens da Favela Pantanal e concluído por crime comum, sem mandantes nem plano específico para matar Daniel. A conclusão do Ministério Público foi oposta. Disse que o crime foi premeditado, que Gomes da Silva é réu (não testemunha, como disse a polícia)e que outras pessoas ainda estão envolvidas.

(manhã)

<< Home