Campanha presidencial de 2002 teria custado R$ 200 milhões


Segundo membro do comitê, o gasto foi dez vezes superior ao declarado oficialmente.

ESP - A equipe de arrecadação da campanha de Lula à Presidência, comandada por Delúbio Soares, conseguiu levantar R$ 21,072 milhões por dentro, conforme declarado à Justiça Eleitoral. Contabilizou gastos de R$ 21,061 milhões, anotando, prudentemente, uma sobra de R$ 11 mil. A realidade é bem diferente. A campanha custou R$ 200 milhões, segundo fonte muito próxima de Delúbio que trabalhou na arrecadação. No fim, sobrou uma dívida de caixa 2 de R$ 21 milhões. O que significa que a arrecadação por fora chegou perto dos R$ 160 milhões.

(manhã)

<< Home